Doenças Oculares

Hipermetropia

Como é o nosso olho?

Se o olho não apresentar qualquer anomalia visual, as imagens dos objetos, quer estejam próximos ou distantes, forma-se sobre a retina. O olho possui um mecanismo chamado acomodação que permite ao cristalino moldar-se em função das distâncias de forma a vermos imagens nítidas. Quando a imagem não se forma sobre a retina a visão é desfocada.

Num olho saudável, a imagem forma-se na retina

Olho hipermétrope - por insuficiência de acomodação, a imagem forma-se atrás da retina

Hipermetropia - o que é?

A hipermetropia é urna anomalia visual em que o olho é demasiado pequeno, o que provoca que as imagens se formem atrás da retina. Os hipermétropes vêem mal ao longe e ao perto. Muitas vezes conseguem ver bem devido ao esforço de acomodação com consequente fadiga.

Sinais

Costuma ter dores de cabeça e fadiga ocular?

Normalmente estes sintomas são mais frequentes ao fim do dia e depois do trabalho devido ao esforço permanente da acomodação para tentar formar imagens nítidas.

Quando a hipermetropia da criança é elevada vem muitas vezes acompanhada de um estrabismo que deve ser tratado.

Estes são alguns sinais de alerta para uma hipermetropia.

Como se pode corrigir?

As hipóteses de correção são:

1. Óculos: as lentes convexas (positivas) fazem com que as imagens se coloquem sobre a retina fornecendo uma visão nítida do mundo.

2. Lentes de contacto: funcionam como as lentes dos óculos.

3. Cirurgia refrativa: cirurgia a laser que retira a graduação fazendo com que não seja preciso a utilização quer de óculos quer de lentes de contacto. A possibilidade cirúrgica depende do tipo de hipermetropia.

 

Portugal Telecom – Associação de Cuidados de Saúde (ACS)

MEDIS

PT

MULTICARE

CGD

EDP

Outros Acordos

 

Clínica Paula Sepúlveda, Lda

Rua Dr. Francisco Duarte, n.º 110, 1.º, Salas 13 e 14, 4715-018 BRAGA

Coordenadas GPS 41°33'05.9"N; 8°24'12.6"W

Telemóvel 919 948 385

Telefone 253 610 383 | Fax 253 610 387

e-mail paulasepulveda@sapo.pt

www.paulasepulveda.pt