Doenças Oculares

Catarata

 

O que é a catarata?

Denomina-se de catarata a perda de transparência do cristalino, que é uma lente natural que se encontra atrás da pupila.

Numa pessoa jovem e sã, o cristalino é transparente e elástico o que faz com que os raios de luz passem através dele formando as imagens na retina. A sua elasticidade faz com que seja capaz de focar a várias distâncias.

À medida que os anos vão passando o cristalino vai perdendo a sua elasticidade aparecendo a presbiopia. A perda de transparência do cristalino não permite a passagem nítida da luz para a retina fazendo com que se vá perdendo visão, que não pode ser corrigida com óculos.

O único tratamento para as cataratas é a cirurgia.

 

Os sintomas

Visão desfocada, e em certas ocasiões visão dupla. Algumas pessoas referem ver melhor nos dias nublados do que nos dias solarengos. Outras deixam de necessitar dos óculos para perto. Torna-se difícil conduzir à noite.

À medida que a catarata vai avançando, a visão vai diminuindo e se não se tratar pode chegar à cegueira.

 

Quando se deve operar?

Antigamente só se operavam as cataratas quando o paciente estava praticamente cego. Hoje, com as novas técnicas de cirurgia, não é aconselhável deixar a catarata chegar a este ponto pois pode trazer riscos.

Aconselha-se a cirurgia quando a diminuição de visão interfere nas atividades habituais do paciente.

Em algumas ocasiões aconselha-se esta cirurgia a présbitas com miopias ou hipermetropias altas uma vez que se melhora a visão e lhes proporciona prescindir dos óculos ou lentes de contacto.

 

Os riscos da cirurgia?

Todos os tipos de cirurgia têm riscos, no entanto os resultados da cirurgia da catarata são excelentes e a recuperação visual é rápida e satisfatória.

 

Como se realiza a cirurgia?

Hoje em dia a técnica que se utiliza para a cirurgia catarata denomina-se facoemulsificação utilizando energia ultrasónica para fragmentação da catarata. Através de uma incisão de 3mm extrai-se a catarata colocando-se no seu interior uma lente intra-ocular para substituir a lente natural, evitando assim a correção com óculos. A operação propriamente dita dura 10/15 minutos e realiza-se com anestesia local. Nesse dia o paciente pode levar o olho operado tapado, mas retira o penso no dia seguinte.

 

O que pode e não pode fazer após a cirurgia

Pode ver televisão, ler livros...

Não pode fazer esforços físicos tais como fazer a cama, ir para o campo trabalhar (sachar, lavrar, etc.), não fazer movimentos bruscos, não baixar a cabeça, não pegar em pesos...

É muito importante não esfregar os olhos!

Convém utilizar óculos de sol se estiver de sol intenso.

Como aplicar as gotas?

Após a cirurgia vai aplicar gotas durante aproximadamente 1 mês.

Lavar bem as mãos antes de colocar as gotas no olho.

Quando as gotas têm o mesmo horário, deve esperar uns minutos entre as aplicações, isto é, põe urna gota espera um bocadinho põe a outra e assim sucessivamente.

Portugal Telecom – Associação de Cuidados de Saúde (ACS)

MEDIS

PT

MULTICARE

CGD

EDP

Outros Acordos

 

Clínica Paula Sepúlveda, Lda

Rua Dr. Francisco Duarte, n.º 110, 1.º, Salas 13 e 14, 4715-018 BRAGA

Coordenadas GPS 41°33'05.9"N; 8°24'12.6"W

Telemóvel 919 948 385

Telefone 253 610 383 | Fax 253 610 387

e-mail paulasepulveda@sapo.pt

www.paulasepulveda.pt